Rede Mater Dei e a luta contra o câncer - uma das maiores causas de óbito no mundo - REDE MATER DEI DE SAÚDE
Sobre o Mater Dei » Fique por dentro » Notícias Institucionais » Rede Mater Dei e a luta contra o câncer - uma das maiores causas de óbito no mundo

Rede Mater Dei e a luta contra o câncer - uma das maiores causas de óbito no mundo

Em 04/02 é celebrado o Dia Mundial do Câncer. A OMS tem como objetivo aumentar a conscientização mundial sobre a doença uma vez que os casos de câncer vêm aumentando no mundo, bem como a mortalidade em decorrência da doença. O câncer se tornou o principal problema de saúde pública em escala global e está, na maioria dos países, entre as quatro principais causas de morte prematura (antes dos 70 anos de idade).
Neste cenário é perceptível uma baixa nos tipos de câncer associados a infecções e um aumento dos relacionados à melhoria socioeconômica. Com a urbanização surgiram hábitos como o sedentarismo, a alimentação inadequada, a exposição à radiação, entre outros, que propiciam o aumento dos casos da doença.  
Por esses motivos, é importante estar ciente de quais são os principais tipos de câncer, suas causas, prevenção e tratamento. Essas informações conscientizam sobre a necessidade de estar atento a hábitos de vida que impactam a saúde e a não negligenciar sintomas que possam indicar a doença.
 
Principais tipos de câncer, prevenção e rastreamento da doença:
 
Os quatro tipos de câncer mais comuns no mundo são o de pulmão, mama, cólon e reto e próstata, respectivamente. Realizando análise segmentada em gênero, observa-se que em homens os tipos de câncer mais frequentes são o de pulmão (14,5%), próstata (13,5%), cólon e reto (10,9%), estômago (7,2%) e fígado (6,3%). Nas mulheres os tipos mais frequentes são o câncer de mama (24,2%), cólon e reto (9,5%), pulmão (8,4%) e colo do útero (6,6%). 
Contudo, apesar do aumento de casos ser alarmante e do fator genético ser uma das causas de câncer, cerca de 50% de todos os tumores malignos podem ser evitados através da prevenção. Uma das principais medidas contra o câncer é não fumar, já que o tabagismo é responsável por 20% de todos os tipos de câncer, representando 22% das mortes pela doença anualmente. 
 
Outras medidas de prevenção do câncer são:

  A redução da exposição solar;
  Uso de protetor solar;
  Redução da exposição ocupacional a carcinógenos (cancerígenos);
  Vacinação anti–HPV;
  Redução ou não consumo de álcool e da dieta baseada em proteína animal com controle do sobrepeso e obesidade;
  Manutenção da atividade física diária;
  Uso de preservativos nas relações sexuais e controle de agentes infecciosos(vírus e bactérias que causam cerca de 17% de todos os cânceres);
  Manutenção de peso em faixa ideal por sexo e idade, evitar sobrepeso e obesidade. 

Há dois pilares na detecção precoce do câncer: educação para promoção do diagnóstico precoce e rastreamento. Por isso,  campanhas mundiais e nacionais de conscientização sobre a prevenção de variados tipos de câncer estão ligadas não apenas a evitar o surgimento da doença, mas também, a alertar sobre a atenção aos sinais e sintomas a fim de propiciar rastreamento e detecção precoce do câncer. As chances de cura são notoriamente aumentadas quando o câncer é diagnosticado em seu estágio inicial, dessa forma, o tratamento oncológico pode ser iniciado com diligência. 
 
Alguns sinais e sintomas levam a suspeita de câncer. Alguns deles são: 
 
Nódulos/caroços; 
Feridas que não cicatrizam; 
Tosse, sangramento anormal; 
Indigestão persistente; 
Febre de causa não determinada; 
Suores noturnos e emagrecimento.  
O diagnóstico obtido através do rastreamento é essencial, pois através dele é possível identificar a doença em pessoas que ainda não apresentam os sintomas.  Por isso é indispensável o compromisso com exames anuais de prevenção, como por exemplo: 

Mamografia: deve ser feita anualmente por mulheres acima de 40 anos a fim de verificar possível rastreamento do câncer de mama; 
Exame citológico também conhecido como Papanicolau: deve ser feito anualmente por todas as mulheres (principalmente entre os 25 e 59 anos) que têm (ou já tiveram) vida sexual ativa a fim de verificar possível rastreamento câncer de colo uterino;  
Exame de toque retal e determinação do PSA: deve ser feito anualmente por homens acima dos 40 anos a fim de verificar possível rastreamento do câncer de próstata;  
Ainda há outros programas de rastreamento como pesquisa de sangue oculto nas fezes e retossigmoidoscopia, realizados anualmente em pessoas acima de 45 anos para verificar possível rastreamento do câncer colorretal, podem levar a uma redução de até 33% na mortalidade desse tumor; 
Em indivíduos de alto risco para câncer de cavidade oral (tabagistas e alcoólatras) a inspeção visual da cavidade oral é considerada um método eficiente na detecção precoce da doença.
 
Hospital Integrado do Câncer Mater Dei (HIC)  

A Rede Mater Dei de Saúde, através do Hospital Integrado do Câncer, conta com  tecnologia e infraestrutura de ponta que, aliadas a equipes multidisciplinares, oferecem tratamento especializado e humanizado aos pacientes oncológicos.  
Além do atendimento prestado pelo HIC, o paciente pode em casos de urgência procurar os prontos-socorros dos Hospitais Mater Dei Contorno ou Betim- Contagem. Para marcação de consulta ou demais informações, entre em contato pelos números (31) 3401-7490 ou 3339-9800.  

Unidades de atendimento ao paciente oncológico: 
Hospital Integrado do Câncer: Rua Uberaba, 900, Barro Preto - Belo Horizonte/MG
Pronto-socorro do Mater Dei Contorno: Avenida do Contorno, 9000. 
Pronto-socorro do Mater Dei Betim-Contagem: Via Expressa de Betim, 15500 - Duque de Caxias, Betim/MG.

 




 



Publicado em: 04/02/2021

Este conteúdo foi útil pra você? Sim Não
Obrigado pelo feedback. Sua opinião nos ajuda a criar um site melhor a cada dia.

Este post é sobre Notícias institucionais

Posts Relacionados

Hospital Integrado do Câncer Mater...

A última estimativa mundial, de 2012, indicou que o câncer de cólon e reto é o terceiro mais comum entre os homens, com 746 mil casos novos, e o segundo nas mulheres, com 614 mil casos novos.

Estrutura física completa para...

Inserida no Hospital Integrado do Câncer Mater Dei, a Unidade de Transplante de Medula Óssea (TMO) foi idealizada com o objetivo de oferecer estrutura completa e profissionais preparados para realização de todas as etapas do procedimento.
12 Agosto 2016

Mater Dei promove 1º Simpósio de...

A Rede Mater Dei de Saúde vai promover o 1º Simpósio de Ginecologia Oncológica no dia 20 de agosto, no Centro de Convenções Drª. Norma Salvador.