Covid-19 também pode ser risco para crianças e jovens - REDE MATER DEI DE SAÚDE
Sobre o Mater Dei » Fique por dentro » Notícias Institucionais » Covid-19 também pode ser risco para crianças e jovens

Covid-19 também pode ser risco para crianças e jovens

Nas últimas semanas o Brasil tem se deparado com o aumento expressivo do número de casos de COVID-19. Como consequência, há em paralelo o aumento do número de pacientes com quadro clínico grave, que demandam internação hospitalar e, em vários casos, leitos de UTI. O resultado tem sido a superlotação das unidades de saúde, colapso do sistema hospitalar e consequente aumento do número de óbitos em várias cidades e regiões do país. 
 
Embora a maior parte dos pacientes acometidos pelas formas graves da Covid-19 sejam adultos e portadores de comorbidades, muito tem se discutido sobre o adoecimento e a gravidade da doença em crianças e jovens. A questão é que a infecção pelo Coronavírus nesta faixa etária tem dois aspectos relevantes, que têm fomentado estes diálogos:
 
1- A doença respiratória aguda, que evolui com maior gravidade nos adultos e pessoas com comorbidades, tem nas crianças uma evolução pouco sintomática e com raros casos graves acometendo principalmente crianças com doenças crônicas.
 
2 - Em alguns casos há a ocorrência de uma doença inflamatória, conhecida como Síndrome Inflamatória Multissistêmica em Pediatria (SIM-P). A enfermidade surge em alguns dias ou semanas após a fase aguda da doença e, embora se caracterize por um quadro de comprometimento circulatório grave, apresenta uma boa evolução, quando identificada e tratada precocemente.
 
No Brasil, anualmente, entre os meses de março e junho, ocorre um aumento do número de infecções virais e, dentre eles, um vírus extremamente prevalente é o Vírus Sincicial Respiratório, que causa um quadro de inflamação pulmonar denominado Bronquiolite Viral Aguda. Esta doença acomete principalmente bebês abaixo de 1 ano, muitas vezes com sinais de gravidade e necessidade de tratamento em Unidade de Terapia Intensiva devido a insuficiência respiratória.
 
Em 2020, provavelmente devido ao isolamento social que ocorreu nos primeiros meses da pandemia do novo coronavírus, e que coincidiu com o período de sazonalidade deste vírus, houve uma forte redução nos casos de Bronquiolite e de outras doenças respiratórias, com consequente redução na taxa de ocupação de leitos pediátricos nas unidades de internação.
 
Entretanto, em 2021, com a flexibilização do isolamento social é possível notar o movimento contrário em relação ao último ano, uma vez que já tem ocorrido um aumento expressivo do número de casos de bronquiolite em bebês nas UTIs Pediátricas, confirmados com testes laboratoriais que detectam a presença do vírus sincicial respiratório. Apesar de ser algo habitual nesses meses para todas as unidades pediátricas, a coexistência da pandemia, que tem causado o esgotamento dos recursos humanos e materiais na área da saúde, poderemos vivenciar um sério problema também na pediatria, devido a falta de equipamentos de ventilação, medicações para sedação e analgesia e vagas em leitos de UTI.
 
No cenário atual, a fim de reverter o colapso já observado no sistema de saúde, recomendamos a todos que mantenham o isolamento social em Belo Horizonte. Tal medida contribuirá não apenas para a redução dos casos de COVID -19 em adultos e crianças, mas, também, da ocorrência de bronquiolite nos bebês.
 
RESPONSÁVEL:
Luís Fernando Andrade de Carvalho
Coordenador da Pediatria da Rede Mater Dei de Saúde
CRM-MG: 34155
 

 

Publicado em: 31/03/2021

Este conteúdo foi útil pra você? Sim Não
Obrigado pelo feedback. Sua opinião nos ajuda a criar um site melhor a cada dia.

Este post é sobre Notícias institucionais

Termos relacionados COVID-19 crianças jovens

Posts Relacionados

22 Maio 2020

Rede Mater Dei é parceira de projeto...

Buscando minimizar a situação, a Tacom, empresa de soluções tecnológicas, desenvolveu o projeto social “Inspirar”, voltado para a construção de equipamentos respiradores em larga escala.
26 Janeiro 2018

4 dicas essenciais para cuidar das...

A época de férias escolares para as crianças é sinônimo de diversão. Portanto, os pais ou responsáveis precisam ficar atentos para evitar desidratação, doenças por causa de alimentação desequilibrada ou acidentes domésticos.
28 Maio 2021

Hemodiálise contínua através do...

Quando os rins sofrem de alguma doença crônica que leva à perda de suas funções, ocorre a insuficiência renal e é preciso substituir essas funções pela diálise ou, em casos específicos, por transplante renal.