​Meses coloridos trazem conscientização sobre câncer - REDE MATER DEI DE SAÚDE
Cuidados com a Saúde » Prevenção e Cuidados » ​Meses coloridos trazem conscientização sobre câncer

​Meses coloridos trazem conscientização sobre câncer

Setembro é o mês de conscientização do câncer de intestino e câncer infantojuvenil. As doenças, que apresentam números crescentes de novos casos no Brasil e no mundo, merecem atenção quanto aos seus principais sintomas. 

A Rede Mater Dei de Saúde acredita que a conscientização e o acesso à informação podem ajudar na luta contra o câncer. “As ações educativas e preventivas visam divulgar os principais sinais e sintomas da doença ao maior número de pessoas, visto que dentre os casos diagnosticados, muitos são encaminhados aos centros de tratamento com a doença já em estágio avançado”, explica o coordenador do Hospital Integrado do Câncer Mater Dei, Enaldo Melo de Lima. 

Informe-se e passe adiante. Compartilhe você também essa ideia!
 

Setembro verde

O câncer de intestino acomete cerca 34 mil pessoas por ano no Brasil com cerca de 15.415 óbitos. Neste mês é realizado a campanha Setembro Verde de conscientização sobre a importância da prevenção à doença.

A Sociedade Brasileira de Coloproctologia (SBCP) alerta que o câncer de intestino é um dos poucos que podem ser prevenidos. A maioria dos tumores deriva de uma lesão benigna, chamada pólipo ou adenoma. O diagnóstico antecipado da presença desses pólipos intestinais e a sua retirada quebra o ciclo vital da doença em cerca de 75% das vezes.
 

Fatores de risco, sintomas e prevenção

Obesidade, sedentarismo, consumo excessivo de bebidas alcoólicas, tabagismo, o consumo elevado de carnes vermelhas e processadas e pouca ingestão de frutas, legumes e verduras são alguns fatores de risco para a doença. 

No início, o câncer colorretal não provoca sintomas. Esses aparecem, na maioria das vezes, em estágio mais avançado da doença e consistem em diarreia e constipação repentinas e persistentes, fezes com sangue ou muito fétidas e escuras, dor abdominal, anemia, fraqueza e perda de peso.

Devido a esses fatores, é recomendado que tanto homens quanto mulheres, a partir de 50 anos procurem um coloproctologista para realizar o exame de colonoscopia. Caso exista histórico familiar da doença, o ideal é procurar um especialista a partir dos 40 anos de idade. 

Setembro dourado

A campanha é uma iniciativa da Confederação Nacional das Instituições de Apoio e Assistência à Criança e ao Adolescente com Câncer – Coniacc e foi instituída para alertar a população para o diagnóstico precoce do câncer infantojuvenil. 

A doença já representa a primeira causa de mortalidade por doença entre crianças e adolescentes de 1 a 18 anos no Brasil. Segundo os dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA), são mais de 13 mil casos novos de câncer registrados no Brasil nessa faixa etária. 

Os tipos mais frequentes de câncer na infância são: a leucemia (câncer da medula óssea), os tumores de sistema nervoso central e os linfomas (tumores do sistema linfático), mas existem outros tipos de câncer que acometem crianças e adolescentes. 

Atualmente a ciência ainda não identificou fatores de risco para o câncer infantojuvenil. O diagnóstico precoce é a principal arma para essa patologia, visto que quando um caso de câncer infantil é diagnosticado precocemente as chances de cura podem chegar a 70%. 
 

Principais sinais e sintomas do câncer infantojuvenil 

Dor nos ossos, febre persistente sem causa aparente, manchas roxas pelo corpo, dor de cabeça persistente por dias, emagrecimento repentino, sangramentos anormais, nódulos em ossos ou nos músculos, aumento de gânglios (ínguas) que ficam endurecidos e mancha branca no olho, são alguns dos sintomas de alerta que podem sugerir um câncer na criança ou no adolescente e que indicam a necessidade de procurar um especialista.
 

Tratamento e acompanhamento no Mater Dei 

O Hospital Integrado do Câncer – HIC, localizado na unidade Mater Dei Contorno, oferece fluxos e atendimentos exclusivos para o tratamento dos pacientes oncológicos.  O HIC tem o suporte do Mater Dei Medicina Diagnóstica para a realização de todos os exames necessários com a mais alta tecnologia, 52 boxes individualizados de quimioterapia, e um completo e moderno parque tecnológico radiológico e laboratorial, que inclui o PET-CT. Inserido em uma estrutura de Hospital geral multidisciplinar e de multiespecialidades, o complexo oncológico garante assistência diferenciada e humanizada aos pacientes e familiares. 


RESPONSÁVEL:
Enaldo Melo de Lima
Oncologista
CRM: 26134


Publicado em: 22/09/2017

Este conteúdo foi útil pra você? Sim Não
Obrigado pelo feedback. Sua opinião nos ajuda a criar um site melhor a cada dia.

Este post é sobre Saúde e Bem estar

Termos relacionados Oncologia Pediatria HIC

Posts Relacionados

08 Novembro 2021

Saiba quais são os principais tipos de...

Estes também são os tipos de câncer mais comum na população masculina, que tem muitos casos agravados devido à negligência na procura por ajuda médica e tratamento precoce, além de preconceitos comuns do sexo masculino. Conheça os tipos de câncer mais...
17 Novembro 2021

Alergia a medicamentos: trabalho...

Em outubro de 2021, ocorreu de maneira virtual o XLVIII Congresso Brasileiro de Alergia e Imunologia, evento que teve como tema a “Biodiversidade e Doenças Imunoalérgicas”. Foram publicados na Revista da Sociedade Brasileira de Alergia e Imunologia, em conjunto...
01 Novembro 2017

Serviço de cardio-oncologia é aliado...

Para atuar no diagnóstico, prevenção, tratamento das doenças cardiovasculares e reduzir os riscos da cardiotoxicidade em pacientes oncológicos, a Rede Mater de Saúde possui o serviço de Cardio-oncologia.