Saiba o que é andropausa e como ela afeta a saúde do homem - REDE MATER DEI DE SAÚDE
Sobre o Mater Dei » Fique por dentro » Imprensa » Saiba o que é andropausa e como ela afeta a saúde do homem

Saiba o que é andropausa e como ela afeta a saúde do homem

Assim como acontece com as mulheres, com o tempo os homens também diminuem a produção de hormônios. Neste caso é chamado de Andropausa, e a produção não é interrompida por completo, como acontece com as mulheres, é apenas reduzida lentamente com o passar do tempo.

De acordo com o coordenador do Serviço de Urologia da Rede Mater Dei de Saúde, Francisco Flávio Horta Bretas, o termo correto seria Distúrbio Androgênico do Envelhecimento Masculino - DAEM.

É natural que, com o aumento da idade, o homem diminua a produção de testosterona. Essa queda pode acontecer por distúrbios primários (dos próprios testículos) ou secundários (de hormônios que controlam os testículos).

“Quando se diagnostica um baixo nível de testosterona no sangue, e com sintomas associados a isto, é necessário repor a testosterona com medicação injetável via intramuscular (existem formulações de aplicação de 3/3 meses), ou por via transdérmica, com um gel de reposição aplicado diariamente”, explica o médico.

Quais são os sintomas?

Os sintomas da Andropausa não são específicos, como em outros distúrbios, sendo necessário a realização de exames de sangue para verificar os níveis de hormônios, entre eles,  o  hormônio luteinizante (LH), testosterona total e testosterona livre, principalmente.

Alguns sintomas que podem surgir são: 

  • Diminuição da força e da massa muscular;
  • Diminuição da resistência física (fadiga); 
  • Aumento da gordura (visceral); 
  • Comprometimento da memória e funções cognitivas;
  • Depressão e irritabilidade; 
  • Diminuição da libido; 
  • Diminuição do número de ereções noturnas/matinais; 
  • Disfunção erétil.
Quais são as principais causas da andropausa? 

Por ser um distúrbio natural, não existe uma causa específica além da idade e do tempo. No entanto, existem alguns fatores de risco que ajudam na piora do Distúrbio Androgênico do Envelhecimento Masculino.

Entre eles, é importante ficar de olho e controlar:
 
  • Obesidade
  • Hipertensão
  • Diabetes
  • Dislipidemias (presença de gordura no sangue, como colesterol e triglicérides)
  • Sedentarismo
  • Tabagismo
  • Álcool em excesso
  • Depressão
Como é o tratamento para andropausa? 

O tratamento mais adequado para minimizar a Andropausa é a reposição hormonal, que deve ser realizada sempre com o acompanhamento médico. 

“Caso suspeite que possa estar com DAEM, peça ao médico que solicite a dosagem de hormônios e consulte seu urologista com periodicidade. Não devemos esquecer que se a dosagem hormonal estiver normal, nos níveis aceitos pelo laboratório, não existe nenhum ganho em se acrescentar mais testosterona no paciente, pelo contrário, pode ser até prejudicial”, finaliza o médico.


 

Publicado em: 19/11/2021

Este conteúdo foi útil pra você? Sim Não
Obrigado pelo feedback. Sua opinião nos ajuda a criar um site melhor a cada dia.

Este post é sobre Notícias institucionais

Termos relacionados saúde do homem urologia andropausa

Posts Relacionados

26 Novembro 2021

Benefícios da prática de atividades...

A prática regular de atividades físicas proporciona inúmeros benefícios para a saúde da população em geral. Não é novidade que o sedentarismo é considerado um dos principais fatores de risco para doenças cardiovasculares, metabólicas e neoplásicas....
08 Novembro 2021

Saiba quais são os principais tipos de...

Estes também são os tipos de câncer mais comum na população masculina, que tem muitos casos agravados devido à negligência na procura por ajuda médica e tratamento precoce, além de preconceitos comuns do sexo masculino. Conheça os tipos de câncer mais...
19 Novembro 2021

Saiba o que é andropausa e como ela...

É natural que, com o aumento da idade, o homem diminua a produção de testosterona. Essa queda pode acontecer por distúrbios primários (dos próprios testículos) ou secundários (de hormônios que controlam os testículos).